quinta-feira, 15 de março de 2012

A importância da Agroenergia para a sustentabilidade energética do Brasil


Segunda Ennes (2009), a agroenergia é um conjunto de produtos derivados da biomassa (produzidos ou liberados pela atividade humana ou animal) que podem ser transformados em fontes energéticas para uso humano de diferentes formas como, eletricidade, calor e transporte.
A energia é um dos pontos mais determinantes para o desenvolvimento do mundo. O crescimento populacional e as atividades atuais exigem um maior consumo energético e então uma produção de energia crescente para suprir as necessidades do homem. Esta sociedade estabeleceu sua fonte energética em combustíveis fósseis, e hoje temos a necessidade de alterar esta matriz energética.
Atualmente há esta necessidade de aproveitamento da biomassa energética principalmente porque a preocupação com as mudanças climáticas globais vem aumentando; existe um reconhecimento da importância da energia de biomassa para substituição do petróleo como matéria prima; no futuro a energia passará a ser um componente importantíssimo do custo de produção agropecuária e da agroindústria, fazendo com que o produtor sinta-se atraído pela geração de energia dentro da sua propriedade; além de outros diversos motivos.
O Brasil é o país que reúne o maior número de vantagens para liderar este ramo de agricultura de energia. Uma delas é a incorporação de áreas à agricultura de energia, sem competir com a agricultura de alimentos, e também há possibilidade de múltiplos cultivos dentro do mesmo ano.
Pela localização do país, na faixa tropical e subtropical do planeta, recebemos uma intensa radiação solar ao longo de todo o ano. A energia solar é a base para a produção da bioenergia e a sua densidade de produção também depende da quantidade de radiação solar incidente. Além de todas essas vantagens, possuímos uma biodiversidade invejável e um quarto das reservas superficiais e sub-superficiais de água doce.
Fundamentado nestas informações compreendemos que os objetivos da Pesquisa, Desenvolvimento, Inovação e Transferência de Tecnologia em agroenergia são o de desenvolver conhecimentos e novas tecnologias que permitam a produção sustentável desta energia e o uso racional da energia renovável, visando além da sustentabilidade e qualidade ambiental, a competitividade do agronegócio brasileiro e dar suporte às políticas públicas.
Como já citado anteriormente, a mudança da matriz energética e um dos objetivos específicos. Mas, além disto, existe a ampliação de renda, as oportunidades de aumento do emprego nesta área, contribuir para a redução da emissão de gases que participam do efeito estufa, reduzir as importações de petróleo e aumentar a exportação dos bicombustíveis.
A pesquisa deve atingir as metas a curto, médio e longo prazo, atendendo as necessidades e energéticas e otimizando a qualidade de vida do ponto de vista econômico e ambiental da sociedade brasileira.
Baseado na disciplina ‘Tecnologias Limpas e Biocombustíveis’ ministrada pelo Prof. Dr. André Bellin Mariano

Aluna: Débora Andreatta da Silva, Bioprocessos e Biotecnologia.
Orientador: Prof. André Bellin Mariano, D.Sc.

REFERÊNCIAS
ENNES, Marília Weigert. O que é agroenergia? Sebrae Nacional – E-campo. 2009. Disponível em: <http://www.e-campo.com.br/Conteudo/Noticias/visNoticias.aspx?ch_top=498>. Acesso em: 05 out. 2011.

PLANO Nacional de Agroenergia – Resumo Executivo. Conferencia Biodisel BR. São Paulo, 2011. Disponível em: <http://www.biodieselbr.com/energia/agro energia/plano-nacional-agroenergia.htm>. Acesso em: 05 out. 2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário