quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Oportunidades para o Biomédico no setor industrial


Em 1966, na Escola Paulista de Medicina – EPM – foi implantado o curso de “Ciências Biomédicas”, hoje chamado de Biomedicina.  Este, antigamente, visava capacitar os docentes e futuros pesquisadores nas áreas de biologia e medicina.
Hoje, já regulamentada em 3 de setembro de 1979 – lei nº 6.684, e com os conselhos regionais e federais já criados pela lei nº 7.017, de 30 de agosto de 1982, foram especificadas várias áreas de atuação.
Os biomédicos têm grande importância na população, pois auxilia no diagnóstico e na prevenção de doenças, sendo assim, dando uma qualidade de vida aos pacientes. Porém o reconhecimento ainda é pequeno como pronunciado pelo deputado federal Aldo Rebelo (PC do BISP), presidente da câmara, na sessão solene em homenagem à passagem do Dia do Biomédico: “Os biomédicos têm grande responsabilidade social, muito além do que está sendo imaginado, sem que recebam o reconhecimento público da sociedade pelo valor de suas contribuições para saúde do País.”.
O profissional pode escolher entre a docência e pesquisa ou também áreas como análises clínicas, análises ambientais, análises bromatológicas, acupuntura, biologia molecular, banco de sangue, citologia oncótica, coleta de materiais, genética, indústria, imagenologia e reprodução humana, mais de 33 áreas foram autorizadas e aprovadas pelo Conselho Regional de Biomedicina.
Dentro destas áreas, á indústria está muito promissora. Nela pode-se atuar na indústria farmacêutica, desenvolvendo medicamentos, em indústrias alimentícias, com as análises bromatológicas e toxicológicas, em indústria de química e biologia, elaborando soros, vacinas e reagente, entre outras indústrias onde o biomédico possui habilidade, conhecimento e responsabilidade para atuar. O curso de biomedicina oferece matérias que são úteis para área industrial, como: química, bioestatística, farmacologia, físico-química, biomedicina nuclear, controle de qualidade, bromatologia, toxicologia, e a principal que são práticas industriais.
Conclui-se, a ampla visão e conhecimento deste profissional, atendendo todos os requisitos para as áreas autorizadas pelo CRBM. Esse assunto foi muito discutido na disciplina "Práticas Industriais" ministrada por André Bellin Mariano, Farmacêutico Industrial e Doutor em Ciências.

Referências
CRBM – 1º REGIÃO. Conselho Regional de Biomedicina 1º Região. Disponível em: < http://www.crbm1.com.br/atuacao.asp>. Acesso em: 13 agosto 2011.
CRBM – 2º REGIÃO. Conselho Regional de Biomedicina 2º Região. Disponível em: <www.crbm2.com.br/historico.htm>. Acesso em: 13 agosto 2011.
Biomedicina 3L. História da Biomedicina. Disponível em: <http://www.biomedicina3l.com/2010/11/historia-da-biomedicina.html>. Acesso em: 13 agosto 2011.
ABRAHÃO, Marco Antônio. Biomedicina e a sua importância no contexto da saúde do País. Disponível em: <http://www.crbm1.com.br/bio69/dr_abrahao.asp>. Acesso em: 13 agosto 2011.
SANTOS, Karla Glazielle Gonçalves dos. A atuação do biomédico e sua importância no setor industrial perante a sociedade. Disponível em: <http://andrebmariano.blogspot.com/2011/04/atuacao-do-biomedico-e-sua-importancia.html>. Acesso em: 13 agosto 2011.

Autora: Thaís Goulart Tredezini Moro, acadêmica de Biomedicina
Orientador: Prof. André Bellin Mariano, D.Sc.




Um comentário:

  1. Parabéns pelo blog, ótimo trabalho e muito bem estruturado. Att www.Empilhashop.com.br (empilhadeiras usadas)

    ResponderExcluir